Sagui: visitante ilustre

Domingo, dia 3 de Fevereiro foi um dia e tanto!
Este pequeno primata se hospedou por dois dias no Meu Quintal!
Ouvi seu assobio, pensando que fosse um novo pássaro e sai no quintal para olhar. Olhei para as árvores, vi uma “cauda” diferente, meio fora do comum… não era um pássaro e sim um SAGUI!
Não cabia em mim de tanta emoção.

Sagui

Ele já estava indo embora, mas nos viu e veio saltando pelas árvores e chegou bem pertinho. Muito ágil!
Logo fui buscar uma banana para oferecer a ele. E é claro que ele gostou! Ele ainda “assobiou” mais algumas vezes, como se chamasse seu grupo. Olhamos por perto mas nem sinal de outro Sagui.

Sagui
Muito à vontade, chegou bem próximo!


Sagui
Fiquei admirada com tamanha beleza

Sagui
Olhava para os lados, procurando seu bando

Sagui
Abocanhou a maçã com tanto gosto…

Sagui
Sem pressa, comeu à vontade e ficou ali olhando tudo a sua volta

Sagui

SEGUNDA SURPRESA DO DIA

Duas corujas que sempre estão por aqui, nas bananeiras, o viram e entraram em pânico!
Coruja
Coruja “nervosa” com penas infladas

Inflaram suas penas, arregalaram seus olhos já bem grandes e mexiam sua cabeça em movimentos circulares, como se tentassem enxergá-lo melhor. Foi uma reação surpreendente entre duas espécies distintas. Foi difícil até fotografar, ela se mexia muito!
Não sei se elas temiam um possível ataque do sagui, que nem ligou para elas. Ou se elas o viram como presa.

Coruja
Essa coruja logo se mandou para outra árvore

Coruja
Ela olhava fixamente para o Sagui

Coruja
Super interessante sua postura

No dia seguinte, acordei bem cedo com os guinchos do Sagui. Levei alguns pedaços de mamão, que ele também adorou. Ele pulou de galho em galho e guinchou, buscando algum sinal de sua turma.
Ele passou o dia por aqui.
Lá pelas cinco da tarde, ele assobiou mais algumas vezes e partiu em meio à mata. Foi um misto de tristeza e alegria; alegria por que ele talvez tenha reencontrado sua família e tristeza por não poder mais admirar sua graça, leveza e beleza sem igual da porta de minha casa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *