Simpáticos Jacuaçus


Desde Agosto um casal de Jacuaçus têm nos visitado diariamente.
Muito bonitos, com plumagem marrom escura e sombreado, tornando-as branco bem definidas, parecendo escamas.
As patas são acinzentadas.

Eu sei que ele é o macho, pois essas três penas em sua asa esquerda estão despenteadas faz tempo! E por seu tamanho e coloração meio grisalha das penas da cabeça.

Jacuaçu

Jacuaçu
Leia mais . . .

Beija-flor

O beija-flor, colibri ou cuitelo é uma ave da ordem Trochiliformes, que inclui apenas a família Trochilidae e seus 108 gêneros. Existem 322 espécies conhecidas.
No Brasil, alguns gêneros recebem outros nomes, como os rabos-brancos do gênero Phaethornis ou os bicos-retos do gênero Heliomaster.

Além de belos são muito ágeis, quase que não focalizo este “azulão”.

Beija-flor

Os beija-flores são aves de pequeno porte, que medem em média 6 a 12 cm de comprimento e pesam 2 a 6 gramas. O bico é normalmente longo, mas o formato preciso varia bastante com a espécie e está adaptado ao formato da flor que constitui a base da alimentação de cada tipo de beija-flor. Uma característica comum é a língua bifurcada e extensível, usada para extrair o néctar das flores.

O esqueleto e constituição muscular dos beija-flores estão adaptados de forma a permitir um vôo rápido e extremamente ágil. São as únicas aves capazes de voar em marcha-ré e de permanecer imóveis no ar.

O batimento das asas é muito rápido e as espécies menores podem bater as asas 70 a 80 vezes por segundo. Em contraste, as patas dos beija-flores são pequenas demais para a ave caminhar sobre o solo.

As fêmeas são em geral maiores que os machos, mas apresentam coloração menos intensa. Vivem em média 12 anos e seu tempo de incubação é de 13 a 15 dias.

Saiba mais na Wikipédia!

Ranfastídeos

Segundo a Wikipédia, são designadas por tucano as aves da família Ramphastidae que vivem nas florestas da América Central e América do Sul. Possuem um bico grande e oco. Não é um bico forte, já que é muito comprido e a alavanca (maxilar) não é suficiente para conferir tal qualidade. Seu sistema digestivo é extremamente curto, o que explica sua base alimentar, já que as frutas são facilmente digeridas e absorvidas pelo trato gastrointestinal.   Além de serem frugívoros (comerem fruta), necessitam de um certo nível protéico na dieta, o qual alcançam caçando alguns insetos, pequenas presas (como largarto, perereca etc) e mesmo ovos de outras aves (e até filhotes).

Tucano

Possuem pés zigodáctilos (dois dedos direcionados para frente e dois para trás), típicos de animais que trepam em árvores.  Vivem e se reproduzem em casal isolado. A fêmea e o macho trabalham no ninho, que é construído em ocos de árvores. A fêmea choca e o macho a alimenta. Fazem postura de 3 a 4 ovos, cujo período de incubação é de 18 dias.

O Tucano-toco (Ramphastos toco) ainda não é uma espécie ameaçada de extinção, entretanto tem sido capturado e traficado para outros países a fim de ser vendido em lojas de animais. Isto tem como conseqüência a diminuição de sua população nas florestas, pondo em risco a variabilidade genética, como também a morte de muitos animais durante o transporte.

Tucanos

Estes Tucanos estavam em um pequeno grupo, de uns 5 exemplares, mais ou menos. Minha alegria ao ve-los foi tamanha e o cuidado para não assusta-los renderam estas fotos distantes. Espero um dia fotografa-los bem de perto!

Psitacídeos

Psitaciformes. Esta é a ordem que acolhe as Maritacas, Araras, Papagaios, Periquitos…
Segundo a Wikipédia são cerca de 360 espécies classificadas nos 80 gêneros da família dos Psitacídeos!

Maritaca

De forma geral, os psitaciformes caracterizam-se pelo bico encurvado, com a mandíbula superior recurvada sobre a inferior. Esta forma de bico é uma adaptação à alimentação à base de sementes e frutos. Estas aves são normalmente muito coloridas e algumas espécies são capazes de aprender a reproduzir sons de fala humana. Algumas espécies, nomeadamente as cacatuas, possuem uma crista móvel.

Os psittaciformes têm distribuição geográfica vasta, ocupando as regiões quentes e temperadas de todos os continentes. A maior biodiversidade do grupo encontra-se na Oceania, América Central e América do Sul.